Piercing de Ouro no Mamilo

Não há produtos que correspondam à seleção.



Tipos de Piercing no Mamilo

Homens e mulheres, em todo o mundo, já adotaram esta tendência. Para alguns, pode ser muito radical, mas é uma moda que precisa ser conhecida para ser melhor avaliada. Neste artigo, descubra um pouco mais sobre esta arte corporal.

Piercings são adereços que já não são novidade. Cada vez mais, cresce o número de pessoas que se rendem a essa arte corporal. Assim como as tatuagens, o uso de piercings é uma forma de destacar alguns aspetos do corpo. Dependendo da área, onde ele é colocado, poderá elevar, até, a autoestima da pessoa. Claramente, esse é o caso do piercing no mamilo. Mesmo estando, a maior parte do tempo, encoberto, este tipo de piercing poderá, no caso das mulheres, estar revelado com o uso de blusas, camisetas, que destacam a peça no corpo, assim como os homens. Sem dúvida, é uma parte do corpo que gera muita curiosidade.

Piercing de ouro no mamilo

Vale para todas as áreas do corpo: como o piercing é um objeto estranho em contato com a sua pele, escolha um feito de um material nobre e de boa qualidade. E, no caso, do mamilo em específico, seja de homens e mulheres, essa regra ainda é mais valiosa. Muitas pessoas entendem o piercing como uma joia e quando falamos em joias, lembramo-nos, rapidamente de ouro. Por isso, o piercing de ouro no mamilo é a melhor escolha. E não pense que o ouro é só o amarelo. Não! O piercing de ouro no mamilo poderá ser encontrado em outras tonalidades como o rosé e o branco.

Como Cuidar do Seu Piercing?

Não esquecer que todo e qualquer objeto estranho no nosso corpo poderá gerar uma reação. Até quando usamos um brinco, podemos sentir uma reação alérgica – o buraco da orelha doí e inflama. Este é um bom exemplo para mostrar como é importante ter atenção a higienização e cuidado, especialmente quando se trata de uma área tão sensível como o mamilo. Você vai entender melhor se pensar no caso dos piercings de orelha. O contato com o cabelo, poderá criar atrito, sim, mas é menor se comparado, com o atrito, diário, com o soutien, por exemplo, no caso das mulheres. Por isso, é muito importante que o processo de cicatrização seja bem feito. Normalmente, o tempo médio de cicatrização é de um mês, sendo que na primeira semana, os cuidados com a higienização do local devem ser redobrados.

E isso depende de cada pessoa. Inclusive, vale alertar que nem todas as pessoas podem ter piercing. É preciso avaliar a sua condição física, por exemplo, se você é portador de diabete ou tem tendência para desenvolver queloide – uma inflamação da pele, o piercing é um procedimento não recomendado. O uso de antissépticos e sabonetes antibacterianos são aliados na cicatrização da perfuração, especialmente, nestes piercings considerados piercings íntimos. Siga cuidadosamente o prescrito pelo profissional que colocou o piercing e qualquer dúvida entre em contato. Mas, em termos gerais, o local deverá ser higienizado diariamente e limpo com cuidado, para que as eventuais crostas sejam removidas. Use um cotonete para este efeito. E não esqueça de algumas regras simples que vão ser essenciais para uma cicatrização sem intercorrências. A primeira vale para tudo: tenha as mãos limpas e se não tiver, não toque no piercing. No primeiro mês, sol, praia e piscina deverão ser evitados. Claramente, o atrito é um dos maiores responsáveis pela infeção ou processos inflamatórios em piercings em zonas íntimas, como o mamilo, quer de mulheres, quer de homens. E isso inclui dormir. Por isso, durante o processo de cicatrização, procure deixar a área livre para respirar e sem provocar atrito. Com o cuidado adequado, piercings são adornos que embelezam o corpo.